Solidariedade ao José de Castro
2009-06-17 16:50:47

Uma campanha de solidariedade ao jornalista José de Castro e a Liberdade de Expressão foi lançada por Fernado Massote, professor aposentado de Ciências Políticas da UFMG, com escritos para o Observatório da Imprensa e grandes jornais de Minas Gerais.  Hoje ele mantém um blog pessoal.

 

O jornalista José de Castro, também colaborador da NovaE, está sendo intimado pela justiça federal em Minas Gerais a prestar esclarecimento e acusado de crime de calúnia sobre o artigo "Coronelismo no Ministério Público Mineiro”. Segundo o autor da campanha de solidariedade "a leitura do referido artigo nos conforta na nossa convicção de que a acusação não procede. O que o articulista faz ali é o que faz sempre, como excelente jornalista que é: investigar, perguntar e, diante de situações ou circunstâncias incertas ou por esclarecer, ele suspende o juízo demandando esclarecimentos."

Assine o abaixo assinado em Solidariedade ao José de Castro.

Leia o artigo pelo qual José de Castro é interpelado:

 
Coronelismo no Ministério Público
2009-03-07 13:40:36

[José de Souza Castro] A eleição no Ministério Público não é um bom exemplo para a democracia brasileira: promotores elegem, mas é o governador que bate o martelo – às vezes, como fez Aécio Neves, escolhendo aquele que está em "convergência" com seus interesses políticos. Pera lá: Ministério Público não era pra ser o quarto poder?

Leia. Comente

S  o n s  d a  l i b e r d a d e .   P a r a   n ã o  e s q u e c e r m o s








Este espaço é mediado, sua mensagem será liberada após a leitura da NovaE

Nome:
E-mail(Não será publicado):
Manifeste-se:
Código:
Digite o código:


*Dalva Maria*
Inserido em: 2009-06-25 00:19:46

Calúnia? E o que a revista veja vem fazendo ao longo dos anos sem que até hoje fosse responsabilizada pelos seus atos terroristas?
É lamentável ver um jornalista sério ser acusado por crime de calúnia qdo assistimos, diariamente, na rede globo, folha de são paulo, estadão, jornalistas fazendo acusações sem procedência e nada, nada acontece. O PIG está com os dias contados.
Minha solidariedade a José de Castro.


*Neli Dias*
Inserido em: 2009-06-24 12:10:25

Controlar e censurar a imprensa é ter medo da verdade.
Só gostaria de pedir aqueles jornalistas que se julgam no direito de difamar, também serem capazez de ir a público e
corrigir os erros cometidos contra a verdade. Jamais esquecerei daquele casal Paulista donos de escola que foram massacrados pela mídia, e eles nada tinham feito de errado. Mas ainda assim eu creio na Mídia aberta, sem censura, sem medo de FALAR A VERDADE. Falem a verdade de quem quer que seja, e não se deixem ser manipulados por Governos e políticos, e assim teremos um Brasil digno!


*Nahur Fonseca*
Inserido em: 2009-06-23 08:27:15

Essa não é a primeira vez que o governo de Minas de Aécio tenta controlar a impressa, interferindo de maneira abusiva no direito que p cidadão tem de se informar. A imprensa vai onde nos não podemos ir, a imprensa são nossos ouvidos e olhos. Não existiria democracia sem uma prensa livre.


*Cris*
Inserido em: 2009-06-21 10:44:28

Se alguém se der ao trabalho de ler o artigo que gerou esse processo, vai perceber que se trata de mais puro trabalho jornalístico, com fatos, dados (a juíza jamais negou quaisquer dos dados divulgados), informações e pedido de esclarecimentos.

Algo está muito errado quando, num Estado teoricamente democrático, um jornalista é acusado de calúnia por pedir esclarecimentos a um funcionário pago com dinheiro público.

Peço àqueles que se interessem por liberdade de imprensa e pelo fortalecimento de nossa democracia que se solidarizem. Independentemente de serem mineiros ou não.


*Rose Mary Rodrigues de Castro*
Inserido em: 2009-06-19 16:11:37

Como apresentar ao restante do país um cidadão que é um exemplo acabado da velha ditadura e que almeja o cargo de presidente? Lutemos pela democracia que tem como um dos pilares a liberdade de expressão.